Volume
Redes
Sociais

Americano coloca "Used to Love Her", do Guns N' Roses, pra tocar antes de matar a namorada
24/10/2016 - 22h19 em Bizarrices


Poético, né? Se o caso não fosse verdade, até poderia ser poético mesmo.

Thomas Michael Wilhelm, californiano de 52 anos, é acusado de homicídio em primeiro grau por matar a namorada Christine Marie Murray a tiros. Essa forma de crime é a mais grave da lei americana e, se condenado, ele pode pegar até pena de morte. 

Quer fazer parte dessa equipe nada normal e trazer a tua notícia aqui pra WP? Manda um alô pra gente!

O caso aconteceu em Costa Mesa, na California (EUA), há 4 anos, mas só está tomando a mídia agora porque a mídia é atrasada o julgamento acaba de começar.

Segundo uma prova apresentada pela acuação, Thomas mandou uma mensagem para um amigo minutos antes do crime, onde ele dizia que estava ouvindo "I Used to Love Her", do Guns N' Roses.

A canção é, basicamente, a repetição dos versos: "I used to love her, but I had to kill her" (eu costumava amá-la, mas tive que mata-la).

A banda diz que o verdadeiro sentido da letra não tem a ver com assassinato e nem com alguém em específico. Izzy Stradlin disse uma das várias entrevistas que abordaram o assunto: "Eu estava de boa uma vez ouvindo rádio e ouvi um cara choramingando sobre uma garota que estava tratando ele mal. Eu quis jogar o rádio na parede! Que maluco chato! Aí a gente teve a ideia de reescrever essa história, só que com um final melhor".

Não há provas de que a música incentivou o crime (era só o que faltava, né?). A defesa alega que Thomas sofre de problemas mentais e alcoolismo.

Curtiu? Então larga mão de ser preguiçoso e compartilha com a galera!
Se achar melhor, volte para o início do site e se liga nas WP News.
Por Pikes WP.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!